Tecidos ideais para os dias quentes

O verão ainda nem chegou oficialmente, mas já percebemos que ele vai ser muito quente esse ano. Com temperaturas passando dos 30 graus e um sol escaldante, fica difícil se manter elegante e digna na correria do dia a dia, mas saiba que usando os tecidos adequados, é possível se sentir mais fresquinha e confortável nos dias de calor. Confira:

1. Algodão

O algodão pode aparecer como a matéria-prima de alguns tipos de tecido que falarei a seguir. A vantagem dele é que, por ser uma fibra natural, permite que a pele respire, evitando que o suor fique no corpo, é um material extremamente indicado para climas quentes e úmidos.

2. Seda

A seda é uma fibra natural usada na fabricação de vários tipos de tecidos aqui mencionados, e é perfeita para usar nessa época, pois é fresquinha e não amassa com facilidade.

3. Linho

Feito a partir da planta com mesmo nome é uma opção muito boa para o calor. Aplicado em calças, bermudas, blazers, vestidos e saias, tem um toque rústico e amarrota com facilidade – o que é considerado charmoso. Existe também tecido misto, feito com linho e viscose, que amassa menos, é mais barato e mantém o corpo fresquinho. Normalmente aparece em tom cru ou branco, mas hoje já vemos os coloridos, seja em tons pastel quanto em tonalidades mais vibrantes.

4. Tencel

O tencel é uma fibra pouco conhecida, mas bastante interessante. Originada a partir da celulose da polpa de árvores, é agradável à pele, pois tem a maciez do algodão, o toque da seda, o caimento fluido das fibras de celulose e um leve brilho, além de uma boa resistência à umidade. Estes tipos de tecido podem ser usados em blusinhas e vestidos.

5. Viscose

A viscose é uma fibra artificial, mas que usa a celulose como base. Os tecidos que tem em sua totalidade a viscose costumam ser leves, fluidos e fresquinhos, pois absorvem a umidade e a transpiração, ou seja… são ótimos para usar no verão. A desvantagem é que ele encolhe e amarrota facilmente (por isso, temos que ver direitinho o que indica a etiqueta antes de jogar na máquina de lavar). É uma fibra que está presente em diversas peças, como lingerie, t-shirts, saias, blusas, etc.

6. Viscolycra

Hoje em dia, as malhas, encontradas em diversas composições, também são uma aposta interessante para usar no calor. Vestidinhos e macaquinhos feitos em viscolycra (que é uma mistura de viscose com elastano – e não com a Lycra®, como o nome sugere) são bem gostosos ao toque e podem manter o corpo fresquinho, além de serem bem confortáveis e leves. Saias curtas ou longas e calças pantalona também ficam perfeitas nesses tipos de tecido.

7. Cambraia

É um tecido bem fininho que pode ser de algodão ou de linho. É leve, transparente (no caso o de algodão), normalmente usado em camisaria e em roupas infantis. O de linho é um pouco mais pesado que o de algodão. Para quem precisa trabalhar com uma roupa mais formal, pode ser uma ótima aposta para usar em camisas ou vestidos.

8. Tricoline

O tricoline é um tecido de algodão um pouco mais pesado que a cambraia. Existe também o tricoline acetinado, que é de algodão, pouco mais leve que o comum e com aspecto lustroso em um dos lados. É um tecido leve, que pode ser encontrado com o nome cetim de algodão, muito usado em roupas infantis e vestuário feminino de verão, principalmente blusinhas. Aqueles de melhor qualidade são muito usados em camisaria e em alguns tipos de vestido de tecido.

9. Laise

A laise é um tecido delicado, que pode ser usado em camisas, vestidinhos, macaquinhos, saias e shorts. Normalmente é branco, mas podemos encontrar em outras cores. Para quem gosta de um estilo romântico ou natural, é perfeito!

10. Renda

A renda se tornou um clássico no vestuário e pode ser usada tanto no calor quanto no frio. O importante é ficar atento à composição da peça (e a composição do forro, quando tiver), pois se for totalmente sintética, vai dificultar bastante a transpiração. Existem vários tipos de tecido de renda, umas mais grossas outras mais finas, mas é possível encontrar de algodão ou outros materiais naturais. A renda pode ser aplicada em vestidos, blusinhas, bermudinhas, saias, blazers, etc. É muito versátil e pode transmitir desde um ar natural, até um estilo mais romântico ou sensual. Abuse!

11. Brim

O brim é um tecido de sarja, normalmente feito de algodão e pode ter alguma porcentagem de elastano. Apesar de não ser um tecido leve e fluido (pelo contrário, é grosso e resistente), ele é muito usado em calças, bermudas e até saia e vestidos. Como é feito de algodão, se torna uma opção para usar nessa época.

12. Sarja acetinada

A sarja acetinada 100% algodão é um pouco mais refinada que o brim, pois tem um toque lustroso e um aspecto mais refinado. Embora o nome sugira, não é um tipo de sarja, apenas se assemelha ao peso da sarja comum e, por isso, tem uma ótima aplicação em calças e peças de alfaiataria.

13. Cetim

Com aspecto brilhante, liso e escorregadio, é um dos tecidos finos que podem ser feitos com qualquer matéria-prima, como algodão e seda. Hoje ele normalmente só é encontrado feito de poliéster ou poliamida que, dependendo da má qualidade, dá um aspecto brilhoso demais (meio fantasia de Carnaval, sabe?), com toque seco, que veda e esquenta demais o corpo. Fuja deste tipo. É um pouco difícil encontrar um cetim com fibra natural, mas preste atenção no aspecto que ele possui e seu toque. Se for mais macio, sedoso, com um brilho sutil, provavelmente é de melhor qualidade, mas não garante que você ficará fresquíssima, pois ainda será sintético (a vantagem é que ele é leve e fica soltinho no corpo). Agora, se encontrar o cetim de algodão, bingo! No mercado é encontrado como tricoline acetinado.

14. Crepe

O crepe também pode ser produzido com vários tipos de fibras, encontrado em seda, algodão, poliéster, viscose. Existe uma infinidade de tipos de tecido crepe (e, inclusive, muitos mudam de nome ao longo dos anos, o que confundem bastante na hora de comprar), caracterizado por aspecto granulado (uns mais, outros menos), mas bastante leve e fluido. Um dos tipos mais finos, o Crepe Chiffon, é transparente e com textura levemente enrugada. Outro bastante indicado para confeccionar blusas e vestidos é o Crepe da China, que é opaco e tem ótimo caimento. Procure sempre aquele feito com fibra natural, para não ter o mesmo efeito que o cetim. Esses dois últimos perdem um pouco no quesito frescor se for 100% poliéster ou alguma outra fibra sintética.

Fonte: Superela.

Compartilhe